sábado, 15 de outubro de 2011

Traição feminina

Como falar sobre esse assunto sem ser machista e preconceituosa? Ao menos falarei dos meus princípios e valores. Aprendi com Cé (minha mãe) a ser, acima de tudo e em todas as minhas relações, seja ela amizade, profissional ou familiar, leal. A lealdade trás a confiança. E não existe coisa melhor do que se relacionar com uma pessoa em que você pode confiar inteiramente.

Os homens fazem da traição feminina a pior das piores. Às vezes até é. O pior tipo de mulher (e de homem também) é aquela que trai descaradamente. A diferença entre a traição feminina e masculina é que o homem ama a sua mulher e em sua maioria faz sexo por fazer. Por que bateu aquele tesão, por que a mulher é gostosa e ele pode nunca mais em sua vida achar outra como ela.

Já a mulher não. Quando ela está em uma relação e trai é por que além de tesão existem outras sentimentos ( esse tal de amor). Uma mulher só consegue ficar com outro homem quando ela se imagina com ele. De alguma forma ele o atrai. E em muitas vezes não é o físico. Se não for uma profissional do sexo (ou piriguete) uma mulher só vai pra cama com o homem quando ela literalmente gosta dele.

E é por esse motivo que as pessoas criticam e fazem da traição feminina algo fora do comum, anormal. Sentimento. E o homem sabe disso. Ele sabe que quando é traído é por que ali havia muito mais do que a vontade de 'comer' (tesão). E é por esse motivo que eles relutam tanto em perdoar. Uma coisa posso garantir: não existe coisa pior nesse mundo do que uma mulher que não é leal ao seu homem. E digo ainda: com esse tipo de mulher se você foi corno uma vez meu querido, fatalmente será a segunda (todo castigo pra Corno é pouco).

Reflexão

Sei que os homens são muito mais inteligentes do que eles aparentam. Eles sentem o cheiro de uma mulher que não é digna de sua confiança de looooonge ( é o faro) . Se ele continua com ela é por que quer. Portanto valorize o que de melhor Deus coloca em sua vida. E você sabe quem são as pessoas que merecem e é digna de você. 


 Por Paula Kaline
semessadeamelia@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário