sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Xiiiiiiii! Escandalosas ou caladinhas?

Não me perguntem o porque mas, eu adoro escrever de madrugada. Pego minha  xícara de café, coloco todas músicas de  Bruno Mars no setlist e daí já foi. A imaginação voa e as palavras se misturam. Tava aqui conversando com os meus botões, e lembrei-me de uma situação muito dá boa (daquelas beeeem gostosas sabe?!) e as lembranças se tornam melhores. E elas ficam ainda mais gostosas quando se é com alguém que a gente ama. Não fica nem bonito eu aqui detalhando minha vida sexual pra vocês, mas confesso que tem momentos (entre quatro paredes) que abro mão de todo o pudor.
Vamos ao post de hoje:

Eles gostam de mulheres escandalosas na cama ou preferem as caladinhas?

Não sei ao certo minha querida, só sei que eu não fico calada!  Já sou “igual à nega do leite” no dia a dia, imagine em um momento tão especial como o sexo (um amor bem feito é coisa de Deus). Penso que aquele é o meu momento, o show é meu (e do parceiro também) e justamente por isso que faço daquelas horas ou dia (depende de minha vontade) um momento único. Faço tipo aquela música da Claudia Milk, extravaso mesmo! 

Ahhh e como vejo o sexo como um show, como a arte. E de verdade, não abro mão de meus gritos descompassados, as vezes ritmados! Mas como somos todos diferentes é que cada uma extravasa de maneiras diferentes seu prazer. Algumas como eu escandalosamente, outras são mais contidas, tem umas que rir de chorar e outras que acabam chorando de verdade (apois).

Mas às vezes você gosta de fazer barulho e seu parceiro acha a cena desnecessária (querido, nem sempre é cena). Como não existe receita pronta, o legal é sentir o ritmo da coisa e controlar o volume da empolgação na medida. Mas no fundo no fundo, acredito que todo homem gosta de sentir (ouvir) que tá agradando. É bom lembrar meninas, que isso vai do desejo de cada uma, forçar o grito, o gemido pra tentar agradar seu parceiro, não é legal. No final das contas, ele pode achar que você não só fingiu o gemido, como também o orgasmo (natural das coisas acaba sendo o melhor caminho). Portanto o bom senso, até no sexo, deve prevalecer. 



Reflexão
Chegamos então a conclusão que o que vale a pena mesmo é se divertir. Sexo é pra dar prazer. Não só o prazer físico, mas o emocional e sentimental também. No final aprendemos é que os homens não gostam das mulheres múmias, aquelas que ficam paradas apenas esperando por uma atitude dele. Às vezes falar sobre as suas vontades durante o sexo é bom. “Amor, mais pra baixo, mais pra cima, um pouquinho pro lado, assim ta bom” faz com que ele perceba que você também ta ali, dividindo com ele aquele momento. E com quem a gente ama vale tudo entre quatro paredes, sem nenhum pudor. Amem-se e transem bastante. 



Por Paula Kaline
semessadeamelia@hotmail.com

Um comentário:

  1. Adorei, tentei levar pro meu blog, mas não consegui formatar, depois tento de novo, abração mineiro pra vc.

    ResponderExcluir