segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Venha 2012...


O novo sempre vem!

Que venha o novo! Emoções novas, amizades novas, novos desafios novos, e até as dificuldades novas, porque os velhos, ah... os velhos problemas já cansaram!

Que fique apenas o que for verdadeiro, puro e intenso..

Que fiquem os velhos bons amigos. Mas que os novos tenham o mesmo espaço, ou maior..
Que fiquem os bons hábitos, e aqueles outros podem ir embora. Mas nem todos, porque o não-convencional também é bom. Só quero mandar embora os velhos maus hábitos chatos.

Que venha uma pequena dose de medinho bom, daqueles de sentir frio na barriga e sentir o coração pular do peito.
Que venha um desafio! Não precisa ser dos maiores, mas que seja um tiquinho maior do que o fácil.

Estou esperando novas experiências, novos sabores, novos cheiros, novas transas, novas sensações, e quero isso tudo com os velhos...os velhos, os velhos AMORES!

semessadeamelia@hotmail.com

Bula do homem!!!




Indicações:
Homem é recomendado para mulheres portadoras de SMS (Síndrome da Mulher Sozinha). Homem é eficaz no controle do desânimo, da ansiedade, irritabilidade, mau-humor, insônia, etc.
Posologia e Modo de Usar:
Homem deve ser usado três vezes por semana. Não desaparecendo os sintomas, aumente a dosagem ou procure outro.
Homem é apropriado para uso externo ou interno, dependendo da necessidade da mulher.

Precauções:
Mantenha longe do alcance de amigas (vizinhas solitárias, loiras e/ou morenas sorridentes, etc.). Manuseie com cuidado, pois Homem explode sob pressão, principalmente quando associado a álcool etílico. É desaconselhável o uso, imediatamente após as refeições..

Apresentação:
Mini, Max, Super, Mega, Plus ou Super Mega Max Plus (ui!!!).

Conduta na Overdose:
O uso excessivo de Homem pode produzir dores abdominais, entorses, contraturas lombares, assim como ardor na região pélvica.
Recomenda-se banho de assento, repouso, e contar vantagem para a melhor amiga!

Efeitos Colaterais:
O uso inadequado de Homem pode acarretar gravidez e acessos de ciúmes. O uso concomitante de produtos da mesma espécie pode causar enjôo e fadiga mfcrônica.

Prazo de Validade:
O número do lote e a data de fabricação encontram-se na cédula de identidade e no cartão de crédito.

Composição:
Água, tecidos orgânicos, ferro e vitaminas do Complexo 'P'.

Atenção: 
Não contém CIMANCOL. Cuidado!!! Existem no mercado algumas marcas falsificadas, a embalagem é de excelente qualidade, mas quando desembrulhado, verifica-se que não fará efeito nenhum, muito pelo
contrário,o efeito é totalmente oposto, ou seja, além de não serem eficazes no tratamento podem agravar os sintomas. 

Instruções Para O Perfeito Funcionamento:

1. Ao abrir a embalagem, faça uma cara neutra, não se mostre muito empolgada com o produto. Se ficar muito seguro de si, o Homem não  funciona muito bem, vive dando defeito.
2. Guarde em lugar fresco (fedorento não dá) e seguro (pois é frágil).
3. deixe fora do alcance de amigas...
4. Para ligar basta uns beijinhos no pescoço pela manhã; para desligar basta uma noite de sexo, ele dorme como uma pedra e nem dá boa noite (falta de educação é defeito de fábrica).
5. Programe-o para assinar talões de cheque sem reclamar.
6. Carregue as baterias três vezes por dia: café, almoço e jantar (Mais que isso provoca pneuzinhos indesejáveis).
7. Em caso de defeito, algumas táticas costumam dar certo:
esconda o controle remoto da televisão. Se a falha insistir, corte o futebol com os amigos no final de semana e o chopp. Se o problema persistir, a única maneira é fazer greve de SEXO.

Pra finalizar: 

Homem não tem garantia de fábrica e todas as espécies são sujeitas a defeitos. A solução é ir trocando até que se ache o modelo ideal, contudo, recentes pesquisas informam que esse, não foi INVENTADO ainda!!!

P.S: Brincadeirinhaaaaa.... AMAMOS VOCÊS!

Criando um novo “EU”

Tem  dias que parece que surtamos! E são nesses momentos que corremos atrás desse novo EU..Sim, meu bem! Eu tô falando  daquela pessoa interior que ainda não conhecemos, e se conhecemos, sei lá, talvez por medo não aderimos e não a reconhecemos.
Hoje tô com essa doença conhecida como “desencontro do seu eu”. A pessoa acorda, olha no espelho e vê quão diferente esta hoje e planeja seu dia ( nesse caso, seu ano)... E assim vai... Cé minha mãe, chama isso de surto de fim de ano, e já deu o prazo de 10 dias pra tudo voltar ao normal ( Apois!)

"Somos alheios as fases que estamos passando e cada qual reage criando um novo “EU” para enfrentar aquele momento".

Baseada nessa teoria já descobri que fui:

Uma romântica;
Uma apaixonada;
Uma bondosa;
Uma brava;
Uma feliz;
Uma manhosa;
Uma chorona;
Uma triste;
Uma esperançosa; (tenho de sobra)
Uma Perigosa ( longe de ser periguete)
Uma birrenta 
Uma Barraqueira
Uma dona da verdade
Uma linda ( quase nunca feia)
Uma amada ( sem condições de ser amante)
Uma certa ( quase sempre ERRADA)
Uma menina ( de fases e frases)
Uma Mulher
E agora tô na fase “to nem ai” ...Eu quero mesmo é ser feliz Uma a Uma...



Por Paula Kaline
semessadeamelia@hotmail.com

sábado, 24 de dezembro de 2011

Sexo na gravidez: pode ou não pode?

 Esta é uma dúvida que paira na cabeça de várias mamães de primeira viagem – Sexo na gravidez – Proibido ou Permitido? – Pronto. Agora papais e mamães de primeira viagem já podem respirar aliviados: segundo matéria publicada em um periódico da Associação Médica Canadense, sexo durante a gravidez é seguro, na maioria das situações. A notícia vale para as mulheres com gestação de baixo risco, na qual o casal pode praticar à vontade, desde que não gere incomodo para o casal, principalmente a mamãe.

Em muitos casos, os parceiros temem que o sexo possa machucar o feto ou acabar por antecipar o parto. A pesquisa revela que não há nenhuma razão para se preocupar,exceção às gestações de alto risco, quando o médico recomenda a mamãe repouso.Nesses casos, os estudos são raros e contraditórios e o mais seguro é evitar qualquer tipo de exercício, incluindo sexo, e procurar informações com seu médico a respeito.

Apesar das incertezas que envolvem essas pesquisas, os autores apontam algumas situações que podem influenciar a decisão do casal. Mulheres que têm histórico de parto prematuro ou que estão carregando mais de um bebê em sua barriga, por exemplo,devem redobrar o cuidado, outra situação de risco é quando a futura mamãe apresenta placenta prévia, situação em que a placenta se implanta no colo do útero. Nesse caso, a introdução do pênis, de um dedo ou até mesmo de algum brinquedinho sexual pode atingir a placenta, causando sangramentos e hemorragias.

O sexo oral durante a gravidez também apresenta algumas particularidades. Segundo os pesquisadores, a mulher deve se certificar que o homem não sopre ar diretamente navagina, com o risco de que a entrada súbita de ar possa atingir a corrente sanguínea da mulher no útero e bloquear um vaso sanguíneo. A condição, chamada de embolia aérea, é extremamente rara, mas pode ser fatal para a mamãe e para o futuro bebê.

Contudo, sendo a gestação de alto risco ou não, vale a pena lembrar que as medidas de proteção contra infecções e doenças sexualmente transmissíveis devem ser tomadas corretamente, pois podem causar problemas à mulher e também serem transmitidas ao feto. Em resumo, durante a gravidez, sexo seguro é essencial.

Para aqueles que optarem pela prática sexual durante a gravidez, recomendo acessarem o artigo abaixo, onde se apresentam as posições mais confortáveis para a futura mamãe.

semessadeamelia@hotmail.com

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Não cabe o talvez... É preciso decidir!



Talvez eu não consiga expressar a profusão e confusão de sentimentos que invadiram meu peito. Não pretendo construir um discurso emotivo- sensacionalista, fato é que, quando o assunto é sentimento não existem regras, cada um ama, sente, vive e sofre ao seu modo. Uns mais, outros menos... Depende unicamente do ponto de observação. E quando o autor do texto é também o protagonista, o desafio de não inundar as linhas com pensamentos e sensações é quase utópico.

Talvez essa seja a melhor fase do meu relacionamento; eu e ele estamos provando e provocando um no outro, sentimentos únicos no conceito, mas dependentes entre si. Estou falando de afinidade, respeito, cumplicidade, companheirismo, e muita, mas muita paixão. Essa história merece ênfase, afinal, AMOR hoje em dia é raridade.

Talvez eu esteja tão envolvida a ponto de usar um dos clichês próprio dos apaixonados quando estão no ápice do envolvimento, “não consigo viver sem ele”. A nossa fixação é tão ardente que dispensa palavras. Basta um olhar, um toque, ou simplesmente ouvir em meio a um beijo, até no mais simples, o som que se propaga da respiração... Basta tão somente estarmos juntos, ou não, porque até mesmo a voz ao telefone desencadeia no outro, reações físicas próprias de um casal cheio de sintonia.

Talvez seja porque estou tão ligada a ele, que todos o tenha incluído em todos os meus planos. Cheguei a ponto de não mais conseguir me planejar sem que ele faça parte, até mesmo em situações aparentemente banais.

Compartilhamos fatos e casos do nosso dia a dia. Coisas sérias e engraçadas; colhemos como flores nossos sorrisos e lágrimas; nos contagiamos com nossas alegrias e tristezas. Nos apoiamos tanto, a ponto de não medir esforços para resolver até mesmo problemas individuais. E tudo nele me interessa, e a recíproca é afirmada após cada desafio enfrentado juntos.

Até mesmo as nossas birras parecem sorrir uma com a outra e dizer: - Você se faz resistente porque sabe quão gostosa é a nossa reconciliação. E é exatamente assim, quando nossos olhares imploram pelo fim da discussão e o silêncio atua como um juiz conciliador, que é hora de ceder e compensar o tempo perdido. E aí, dispenso as palavras e deixo as conclusões a cargo da imaginação de vocês, principalmente de quem viveu ou vive um amor tão grande quanto o meu.

Agora, não cabe mais o talvez, estou diante de uma decisão importante. Encontro-me perante uma oportunidade de ascensão profissional que, tenho certeza, vai alavancar minha carreira, me fazer desbravar, avistar novos horizontes e ir seguir em busca da realização do meu sonho.

Em contrapartida, terei de me distanciar fisicamente do meu querido. Aquele que preenche meus dias com sua presença. Claro que muitos vão dizer que o amor verdadeiro resiste até mesmo às intempéries de maiores proporções, e está além do tempo e espaço. E eu concordo com isso, embora ele não pense como eu. Para ele, a adaptação à distância é algo difícil de administrar.

Nesse momento, um filme passa em minha mente com todos os momentos que vivemos, e até aqueles que imaginei, aspirei que acontecesse, mas não tive oportunidade de concretizá-los. Preciso que ele saiba que não deixarei de amá-lo e o que pretendo ir em busca irá beneficiar a nós dois, basta que ele espere por mim.

Tudo já me faz falta, o cheiro da respiração, os beijos, os abraços longos e calorosos que trocamos de olhos fechados, o jeito, a voz, o andar, o olhar, o sorriso... Até então estive falando apenas das minhas angústias, e ele? Como reagirá diante da notícia? Tudo aconteceu tão depressa... talvez... Não, não cabe o talvez, é preciso decidir.


...E sinceramente, espero que ele me entenda.


Por Thaís Bahia
Colaboradora
semessadeamelia@hotmail.com

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Como reconhecer uma guerreira

Todos os dias pessoas morrem. Todos os dias vidas são tiradas pelo homem, por Deus, por si mesmas e assim, como diria Lulu Santos, caminha a humanidade. Nós sabemos disso, afinal não nascemos pra ficar pra semente como diz minha vó. É algo inerente a vida e o caminho de todos nós. O que nos deixa tristes é a forma como nos despedimos de pessoas que amamos. Quando tudo isso acontece com a gente passamos a repensar a vida.

Há três meses uma tia descobriu um câncer. Daqueles que quando aparecem já é para matar a pessoa. Pesquisei sobre ele na internet e descobri que a cada 100 mil casos diagnosticados de câncer, apenas dois são naquele local. Ele tem aqueles nomes beeeem difíceis sabe. Mas conheci-o com o nome de CA nas vias biliares. É inoperável, pois o paciente corre risco de vida pela toxidade dos líquidos que passam pelo local.

Minha guerreira já começou com o diagnóstico de que ela apenas poderia fazer a quimioterapia para dar um pouco mais de qualidade de vida. Cura? Só por um milagre. Cri nesse milagre desde o primeiro dia. E dizia sempre a ela “Isso tudo é passageiro. Creia, isso vai passar”. Aquele olhar esperançoso dela me dava forças. Mais do que eu, ela mesma cria em sua cura. Já era meio caminho andado. E foi assim até o último dia. Mesmo em uma cama de hospital, debilitada e sem conseguir falar direito ela cria que iria ficar curada. E eu? Cheguei aquele ponto que a minha fé dependia da dela.

Quem teve algum ente querido que tenha passado por isso entende o sofrimento. A dor de um paciente terminal de câncer não é só a física, mas a espiritual. Fico imaginando ela, que sempre foi o pilar de nossa família, aquela que apaziguava, que puxava as orações e agradecimentos em todas as festas que estávamos reunidos estar ali, inerte, sem poder fazer nada sofrendo pelo nosso sofrimento e ainda pelo dela. Não consigo nem imaginar a sua dor. Com o tempo o sentimento de impotência consome cada segundo da vida daqueles que estão ao redor. Vem aquela vontade de colocar nos braços e sair correndo pelo mundo pedindo socorro.

Mas quando percebemos que o sofrimento é muito maior do que o que podemos ver e agüentar nos desapegamos. Aí comecei a orar a Deus e dizer: “Seja feita a Tua Senhor vontade e não a minha”. E acreditem, vocês só saberão o verdadeiro valor e compreenderão essa frase apenas assim. E a minha guerreira nos deixou. Ela descansou. Ficou seu exemplo de fé (não importando a religião que ela tinha), de filha, de mãe, de esposa, de tia e principalmente o de mulher.

A senhora minha tia Germina dedico toda a minha admiração e o meu amor. Eu não agüentaria nada do que a senhora agüentou e passou nesses poucos três meses. E agradecemos a Deus todos os dias por termos tido a oportunidade de conviver com um anjo dEle na Terra, mesmo que por pouquíssimos 53 anos. E quem te conhece sabe que 53 anos é muito pouco tempo pra te ter. Descansa guerreira. Vamos seguir em frente. Mas a saudade dói, machuca. 



Por Karoliny Dias
semessadeamelia@hotmail.com

O boquete

Muito boaaa!!! hahahahahaha
Obrigada a Maristelly de Vasconcelos!

sábado, 10 de dezembro de 2011

Porque rir faz bem... e de Homem então!

O QUE SE DEVE DAR A UM HOMEM QUE PENSA QUE TEM TUDO? 

R: Uma mulher para ensiná-lo como funciona!
POR QUE OS HOMENS QUEREM CASAR COM VIRGENS ?

R: Porque eles não suportam críticas!

COMO SE CHAMA UM HOMEM INTERESSANTE NO BRASIL?

R:Turista.

POR QUE DEUS CRIOU O HOMEM ?

 R: Porque vibradores não cortam grama.
POR QUE MUITAS MULHERES FINGEM O ORGASMO ?

R: Porque muitos homens fingem as preliminares..
QUAL O NOME DA DOENÇA QUE PARALISA AS MULHERES DA CINTURA PRA BAIXO?

 R: Casamento
QUAL O LIVRO MAIS FINO DO MUNDO ?

 R: Tudo o que os homens sabem sobre as mulheres
O QUE DEUS DISSE DEPOIS DE CRIAR O HOMEM ?

 R: Creio que posso aperfeiçoá-lo...
POR QUE SÃO NECESSÁRIOS MILHÕES DE ESPERMATOZÓIDES PARA FERTILIZAR UM ÚNICO ÓVULO ?

R: Porque os espermatozóides são masculinos e se negam a perguntar o caminho!!!
QUANDO É QUE UM HOMEM PERDE 90% DE SUA INTELIGÊNCIA?

 R: Quando fica viúvo


Um beijos meus lindos...amamos vocês 

semessadeamelia@hotmail.com

Das Bobagens do Face!

Sexo é bom...e eu gosto!

Vale lembrar: SEXO NÃO É TUDO!


É troca, é posse, é doação. E quando acontece aquela mágica com alguém, é pra sempre!
Aquela pessoa que você bate o olho e pensa "Esse eu vou pegar!"
E quando pega, tem certeza. Olho no olho, a química acontece. O primeiro beijo é quase uma possessão. Você quer engolir a pessoa. E ela engole a sua alma.
Não pensa em nada a não ser em ir pra cama. Não lembra bem o que aconteceu antes, quando vê está alí (entregue a pessoa amada). Arranca as roupas em segundos. Não precisa de preliminares, só basta um olhar e um toque (um cheiro)...
Quando você percebe, ele está dentro de você e o encaixe é perfeito! Parece que já conhece o caminho... Suas pernas se enrolam nele e você nem sabe como fez aquela posição ( Baixa uma Dayane do Santos) e de repente seu corpo está todo arrepiado, você está quase desfalecendo de tanto prazer, se sente leve, flutuando...
Não é ele que te come. Vocês se comem. E o primeiro orgasmo é muito rápido, é como uma explosão mesmo. Uma necessidade que vem não sei onde. Um desabafo. Um descontrole.
Depois, você não consegue mais parar. Descansa, conversa, mas de repente ele está dentro de você de novo. E de novo. E de novo...e sonhando que seja pra sempre...
Tenho um amor desses que me domina assim. Amor de pele, misturado com alma. Um amor que se justifica por si. Que me faz feliz por  ser fêmea e por estar viva!


semessadeamelia@hotmail.com


sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Cirurgia plástica: fazer ou não fazer?


Passei por esse questionamento há pouco mais de um ano. Sabe quando tem algo em seu corpo que você não aceita de jeito nenhum? Eu era assim com os meus amados ex-peitos. Eu os achava HORROROSOS! Quando meu pai me vê falando assim olha pra mim e diz “Vixe como você é exagerada!”. Mas acreditem, não era exagero. Sempre pensava em fazer uma cirurgia de redução de mamas, o que os médicos chamam de mamoplastia. Mas a infeliz era cara demais! E fui adiando meu sonho.

Você percebe que uma cirurgia plástica é bem vinda quando algo em seu corpo te incomoda demais e de alguma forma te prejudica. No meu caso como eram muito grandes prejudicavam a minha coluna. Sentia dores horríveis! Se a tua auto-estima, o teu amor próprio é afetado de alguma forma por que existe algo em teu corpo que não satisfaz, aconselho: caia na faca.

Mas não é só decidir que irá fazer a cirurgia. Você também tem que ter cuidado com o profissional que escolherá. Todos os dias vemos casos e mais casos de mulheres que morrem por que se colocaram nas mãos de pessoas que não eram capazes e aptas a fazer esse tipo de cirurgia. No Fantástico da Rede Globo mesmo há poucos dias vi uma matéria com essa temática.

Anos e anos se passaram até que consegui o dindin para pagar. Minha vó que me proporcionou a realização de um sonho. A primeira coisa que fiz foi escolher um bom profissional. Fiz buscas sobre ele na internet, consultei a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e fui buscar indicações. No caso a minha tia já havia sido operada por ele e eu amei o resultado.

Tudo decidido lá vou eu cair na faca! Estava ansiosa demais. Mas a ansiedade não advinha do medo, mas da curiosidade de ver o resultado. Eu já me imaginava com os seios que eu sempre sonhei por toda a minha vida. Fui com minha mãe me internar e estava tão tranqüila que consegui até dormir antes da cirurgia. Minha mãe preocupada (afinal era uma cirurgia e eu corria riscos) não conseguia acreditar na minha tranqüilidade e brigava com as enfermeiras: “Eu aqui em cólicas e ela nem parece que vai operar daqui a pouco”

Consegui ainda fazer graça ao entrar no centro cirúrgico. Não é que quando entrei pra deitar na mesa de operação dei de cara com o anestesista gatíssimo? E eu dizia “ô Senhor isso aqui ta bom demais pra ser verdade!” rsrsrsrsrs. Hoje eu considero aquela cirurgia como um divisor de águas em minha vida. Me defino em Karol antes e depois da mamoplastia. Por isso que digo a todos que sonham, mas aquele sonho mesmo que vem do coração, que se quiser fazer algo do tipo que faça. Desde que tenha cuidado na escolha do profissional. A sua vida é muito mais importante e não vale a pena perdê-la por vaidade. E nada como ser uma mulher segura e se sentir linda do jeito que você sempre sonhou!

Por Karoliny Dias
semessadeamelia@hotmail.com

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Sempre Tati Bernardi

Boa demais para você

Eu não posso crer que uma burra assuste menos. Eu duvido que uma feinha seja melhor porque causa menos dor de cabeça

Fala, eu aguento. Vocês foram embora apenas porque acabou o tesão, porque a assistente nova que apareceu prometia um sexo mais selvagem. Ou porque, uma vez tendo conseguido tudo de mim, vocês, caçadores, precisavam de uma nova presa. Ou porque é assim mesmo. As coisas começam e acabam. Tudo bem que ando meio sem “meio” nessa infinidade de começos e fins. Tudo é muito rápido. E daí vêm minhas amigas e analistas e livros e filmes e peças de teatro e tias e mães de amigas: eles têm medo de você. Porque você ganha bem, porque você tem opinião, porque você namorou muitos caras, porque você é crítica, porque você é inteligente. Ah vá. E Papai Noel e Coelhinho da Páscoa também foram embora porque nós, mulheres modernas, assustamos eles. E que mulher em pleno 2011 não é moderna? Que papo mais besta e mentiroso. Espia aí da sua janela. Por acaso você vê alguma virgem andando de anágua na rua, acompanhada de um homem para não ficar mal-falada? Por favor, me ajude a parar a disseminação desenfreada dessa falácia. Fale pra sua mulher “tô indo embora porque você tem bafo”. Ou ainda “tô indo embora porque odeio o som que você faz pra limpar a garganta de manhã”. Pode ser bem sincero mesmo, “tô indo embora porque preciso comer alguém mais magra”. Pode doer na hora, mas é melhor do que essa multidão de mulheres tagarelando pelas ruas com seus saltos e diplomas e agendas e pressas: coitado, sou muito boa pra ele, ele ficou com medo de mim!

Você que nasceu homem, você que nasceu esse ser completamente diferente e estranho pra mim, mas que, ainda assim, é algo sem o qual minha vida fica triste e chata, faça um favor: me escreva e seja muito honesto. Prometo jamais divulgar seu nome. Leio e deleto tudo. Mas, se você tem piedade do sexo oposto, por favor, só por esta vez, me diga honestamente: existe MESMO esse lance de ter medo de mulher bacanuda? Porque esse papo, que tanto ouvimos em psicanalistas, programas de auditório, cartomantes e revistas modernas da mulher suicida… Não, não pode ser. Eu não posso crer que uma burra assuste menos. Eu duvido que uma feinha seja melhor porque causa menos dor de cabeça. Que uma sonsa muda e sem opinião seja o símbolo da paz que vocês tanto buscam. Pra mim é inaceitável que uma mulher vivida possa colocar a segurança de vocês em risco.

Me digam que é mentira, por favor. Não é possível que sonhamos a vida inteira com seres tão fracos para construirmos nossas vidas. E que, enquanto lemos e aprendemos e malhamos e ganhamos dinheiro e curtimos a vida para nos tornar mulheres mais interessantes e vividas e gostosas, só estamos nos distanciando mais de vocês. E que a prima lobotomizada do interior de Caxote Mirim do Cupuaçu mexe com vocês de um jeito inexplicável. Ela é doce e meiga. Ela nunca levanta a voz ou discorda. Ela não te cobra e sempre te recebe com um sorriso nos lábios. Ela te esperou a vida inteira. Ela não faz mal a uma mosca. Doce Maria das Graças, mulher que aturou seu avô, morreu sem nunca dar um murro na mesa do restaurante e nunca mais vai reencarnar, para o deleite dos seus oprimidos sonhos arcaicos.


E aí meninos? Já que vocês são os nossos maiores leitores, a Tati tá certa ou não tá?

semessadeamelia@hotmail.com

Do facebook...



"O que é? Você a achou feia? Olhe bem nesta foto, olhe bem o rosto desta menina… Você está vendo este sorriso? Consegue imaginar o quanto ela deve sofrer por não se encaixar nos padrões “perfeitos” que a sociedade ignorante aceita? Mas você consegue, também, imaginar o quanto ela é feliz por saber que alguém a ama, do jeito que ela é? Olhe bem para este sorriso. Olhe bem para esta foto. Este momento. Agora pense um pouco… Você vive no seu mundinho, tentando, de certo modo, criar a perfeição. Tentando ser aceitável, tentando se adequar ao que os outros julgam correto, e muitas vezes é infeliz. Então, por favor, pare de julgar tanto as outras pessoas. Pare pra pensar que, mesmo com todas as características - que na sua mente são defeitos - dela, ela pode, sim, ser muito mais feliz que você. Existem pessoas que a amam. Deus a ama. E assim como você, aos olhos Dele, é a pessoa mais bonita deste mundo, ela também é. Respeite-a. Aceite-a. Afinal, nunca se sabe como você é visto por nossa estupida sociedade."

terça-feira, 29 de novembro de 2011

De uma leitora

Como bem disse, nós somos só olhos e ouvidos para vocês. Esse Blog é feito especialmente para todos os nossos leitores. Uma leitora especial, ela não quis se identificar, nos enviou por e-mail esse texto e pediu que ele fosse publicado. Uma coisa eu digo: ele é LINDO! E digo mais, tem muito de mim também. Por isso te digo leitora que você escreveu um pouco de minha história em suas palavras. Mas também, quem nunca?
Deliciem-se.
Karoliny Dias
Não existe flashback para quem nunca foi de verdade
O calor estava daqueles insuportáveis, com um ar tão pesado que quase pode-se tocar. Ela começou a achar que a viagem se tornava cada vez mais lenta, mas pra quem esperou por tanto tempo, valia a pena. Eram quatro anos. Tinha que valer. Os olhos pesados provocados pela vodca com gelo que no dia anterior tinha sido motivo de alegria, hoje tornava tudo mais dramático, com uma dor de cabeça que ameaçava chegar...
Ele impaciente esperava, olhava para o relógio, para o celular, para a TV e nada parecia dar respostas. Ainda estava cansado, de tanto nadar, correr, malhar, curtir e morrer na praia, esperar na esperança de que não fosse uma tentativa em vão. Depois de quatro anos, talvez fosse um novo começo. Ele a aguardava.

Ao chegar ela reconheceu os prédios e o cheiro que tanto amava rever e odiava ter deixado para trás, a cada quadra avançada, era um passo para frente (ou para trás?) num jogo que começou muito antes dos seus problemas.  Lá estava ela, diante do prédio onde tanto foi feliz,  infeliz, feliz novamente... Eram tantas dúvidas, mas o sentimento falou mais alto. Vendo rostos conhecidos e olhares atônitos, ela entrou no elevador e apertou o oitavo andar. A porta se fecha e tudo fica pra trás.
O calor que não passava, parece que aumentava com a intensidade e com as horas. Ele pôs seus pés 38 no chão branco de uma sala que por mais que tentasse nunca ficava arrumada. No canto uma caixa de som, sustentava alguns cd´s, muitos deles presentes dos dois, na época que eram dois, agora ele era só um, ou muitos como costumava dizer quando encontrava com os amigos. Sentia falta de ser dois.
Ela tocou a campainha. Ele ouviu a campainha.
Quando a porta se abriu, dois mundos se abriram. Nunca mais olhos com tanta cumplicidade se encontraram, era muito a se dizer em um só olhar. Ela nunca tinha visto ele tão bem, o corpo mais forte, se mostrava claramente pela camiseta verde água, a favorita dele, disso ela não tinha se esquecido. Ele viu a mesma menina de sempre, porém com uma maquiagem que mal disfarçava os olhos cansados de quem chorava por dentro, mas se mostrava forte por fora. Diante dele estava mulher que tanto amou e odiou.  
Naquele momento tudo lá fora parou. Os dois se abraçaram como irmãos. Beijaram-se como amantes. E fizeram amor como se fossem a última vez de suas vidas. Da mesma maneira que um maestro rege uma orquestra, eles tocavam um ao outro, sem esquecer nenhuma nota. Podia-se ouvir a música no ar.
O calor agora não parecia tão ruim, já que seus corpos nus, cansados, desfaleciam sobre a cama desarrumada... O olhar dos dois tentava se encontrar novamente, na penumbra que invadia o quarto. Eles sempre foram assim, um casal que não se via, mas se sentiam a todo momento.
E foi nessa hora que o tempo perdeu seu valor, e os anos pareceram segundos. Por que onde existe amor, o tempo para, somente para ser amado.

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Se valorize sem marra!

Que existem mulheres que se fazem de difícil todo mundo já sabe, mas será que estas levam alguma vantagem sobre isso? O que posso dizer é que a mulher a qual usa da arrogância para ser aparentemente difícil, não ganha em nada, uma vez que o existem várias outras as quais se valorizam mantendo a delicadeza. Estas sim podem se sair bem, usando sua simpatia para conquistar, e assim , permitindo ser conquistadas.

Eu acho legal que a iniciativa parta do homem, porém a mulher deve também se mostrar interessada. Isto não tem nada de errado, e deveria ser frequente, em nossos dias, já que uma vez tomada a iniciativa pelo homem, este mostrou-se interessado, então, agora, só depende da mulher.

Ao contrário do que pensam as mulheres, nem todo homem sai cantando qualquer uma na noite. Há quem as observe a todo tempo e assim consiga tirar suas conclusões acerca da mesma, conhecendo-as melhor que elas mesmas possam imaginar, sem sequer conversar com elas. Então, não se assuste se um homem lhe chamar pra sair sem que você o conheça, ele pode ter lhe observado a noite inteira. Que tal dar uma chance para ele? E quem sabe, não se possa começar ao menos uma grande amizade?

Por Matheus Almeida
Colaborador
semessadeamelia@hotmail.com

Orgasmos múltiplos:


E sobre a vida: Ela não se resume apenas em SEXO ( que por sinal, muito bom... quando bem feito)

- Bomba de chocolate;
- Vinhos;
- Dormir abraçado;
- Banho de mar;
- Ver o sol nascer;
- Ganhar na loteria;
- Rede depois do almoço;
- Beijar de língua em público;
- Ser promovido;
- Nelson Rodrigues;
- Música de Tom;
- Letra de Chico;
- Verão na Bahia;
- Sorvete no calor;
- Comprar um sonho de consumo;
- Coca-Cola normal gelada;
- Ter presente na árvore de Natal;
- Tirar no amigo secreto a pessoa que você ama;
- Banho de cachoeira;
- Edredon no inverno;
- Não trabalhar segunda-feira;
- Férias;
- Bala;
- Banho quente;
- Espirro;
- Amor de mãe;
- Amor de amigo:
- Comida de mãe;
- Paris;


Gozar.. Gozar .. Gozar a VIDA!

semessadeamelia@hotmail.com

sábado, 26 de novembro de 2011

Ahhh Mario Lago!

Ator, compositor, poeta, escritor, boêmio e militante político. Um homem multifacetado. Soberano em sua inteligência. Ia se chamar Mário de Pádua Jovita Corrêa do Lago. Só que na hora em que o seu pai ia registrá-lo achou que era nome demais para uma criança que poderia até mesmo não vingar. Mario era o filho do maestro Antônio Lago e de Francisca Maria Vicencia Croccia Lago. Um bebê comprido e magro, de 49 centímetros e pouco mais de dois quilos.

O danado do menino não só vingou, como viveu 90 anos. Alguém tem noção do que é viver 90 anos? O boêmio Mario Lago morreu em 2002 em sua casa de enfisema pulmonar. Se estivesse vivo, completaria hoje 100 anos. Foi um dos artistas mais produtivos de seu tempo. Entre uma de suas produções cito a que mais nos interessa. A composição “Amélia”. Ai que saudades da Amélia...

Amélia era a descrição daquela mulher idealizada. Aquela que “não tinha a menor vaidade”. Mas será que ela realmente uma mulher de verdade? Aí "Amélia" tornou-se sinônimo de mulher submissa, resignada e dedicada aos trabalhos domésticos. Submissa? Resignada? Trabalhos domésticos? Alguma mulher consegue se imaginar assim hoje?

Não podemos culpar o Mario. Ele foi criado em uma época em que mulher não tinha direitos, vontades, anseios. Em que uma mulher não poderia em hipótese alguma contestar uma ordem do homem mais próximo, fosse ele pai, marido ou até mesmo irmão. É, as mulheres mudaram (graças a Deus). O mundo mudou. Mas ficou a dúvida. A mulher ideal de Mario Lago era aquela que ele



“Nunca vi fazer tanta exigência
Nem fazer o que você me faz
Você não sabe o que é consciência
Nem vê que eu sou um pobre rapaz
Você só pensa em luxo e riqueza
Tudo o que você vê, você quer
Ai, meu Deus, que saudade da Amélia
Aquilo sim é que era mulher

Às vezes passava fome ao meu lado
E achava bonito não ter o que comer
Quando me via contrariado
Dizia: "Meu filho, o que se há de fazer!"
Amélia não tinha a menor vaidade
Amélia é que era mulher de verdade”


E a mulher ideal de hoje? Qual é? Por que vocês não nos respondem? Vamos postar as melhores respostas. Estamos esperando! E ahhh, Sem Essa de Amélia, Mario!



Por Karoliny Dias
semessadeamelia@hotmail.com